notícias

31.05.2016
01 de junho – Aula aberta com sociólogo José de Souza Martins

A Escola da Cidade recebe nesta quarta-feira, 01 de junho, às 18h, o sociólogo José de Souza Martins, para a aula aberta “A terceira escravidão no Brasil”.

Continuando os encontros da série Contracondutas, o Seminário de Cultura e Realidade Contemporânea da Escola da Cidade recebe o sociólogo e professor titular aposentado da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP) para uma conversa sobre o trabalho escravo contemporâneo, estudado profundamente por Martins desde os anos 1990.

A atividade acontece no Teatro Aliança Francesa (Rua General Jardim, 182). Não é necessária inscrição.

 

SOBRE O CONVIDADO

José de Souza Martins é sociólogo. Foi membro da Junta de Curadores do Fundo Voluntário das Nações Unidas contra as Formas Contemporâneas de Escravidão, entre 1996 e 2007. Entre 2001 e 2002, foi representante ‘pro-bono’ na comissão interministerial que preparou o Plano Nacional de Erradicação do Trabalho Infantil e do Trabalho Escravo. Formado pela FFLCH-USP, onde fez sua carreira acadêmica, foi aluno de Florestan Fernandes, Ruy Coelho e Egon Schaden, entre outros. Entre 1993 e 1994, ocupou, na Inglaterra, a prestigiosa Cátedra Simón Bolívar da Universidade de Cambridge. A cátedra fora ocupada, até então, por apenas dois outros professores brasileiros: Celso Furtado e Fernando Henrique Cardoso. Nesse mesmo período, Martins foi eleito fellow do Trinity Hall. Foi também professor visitante em diversas universidades pelo mundo. Há cerca de dez anos é colaborador regular do jornal paulistano ‘O Estado de São Paulo’.

A obra escrita de Martins é extensa e composta por cerca de 40 livros próprios, quatro livros como organizador e um sem número de artigos, ensaios e textos diversos. Por três vezes Martins venceu o prêmio Jabuti na categoria “Ciências Humanas”. Entre os livros que escreveu e publicou, destacam-se “Henri Lefebvre e o retorno à dialética”, “O cativeiro da terra”, “A sociabilidade do homem simples”, “Fronteira – a degradação do outro nos confins do humano”, “A sociedade vista do abismo – novos estudos sobre exclusão, pobreza e classes sociais” e “Do PT das lutas sociais ao PT do poder”. No ano passado publicou “Linchamentos – a justiça popular no Brasil”, primeira parte de um extenso estudo sobre o tema.

 

SOBRE O SEMINÁRIO

O Seminário de Cultura e Realidade Contemporânea acontece na Escola da Cidade sempre às quartas-feiras, às 18 horas. Trata-se de uma atividade de debates públicos buscando, desde a sua criação, construir um saber integrado e amplo em conexão com as questões mais candentes do presente. Por meio de tais encontros, a Escola da Cidade acredita consolidar sua presença na esfera pública nacional e participar da vida intelectual contemporânea.

Pensado como atividade didática regular, destinada aos alunos da Escola da Cidade, o Seminário é, no entanto, aberto a todos os interessados. Para dúvidas e outras informações, é possível entrar em contato com a coordenação do Seminário pelo e-mail seminario@escoladacidade.edu.br. Não é necessária inscrição prévia.

SOBRE O PROJETO CONTRACONDUTAS

O projeto Contracondutas se origina de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) endereçado a uma construtora brasileira (OAS), flagrada empregando trabalho análogo a escravo na construção do Terminal 3 do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em 2013. Por decisão do Ministério Público do Trabalho de Guarulhos, a Associação Escola da Cidade foi encarregada de elaborar um projeto que problematizasse a questão das grandes obras de infraestrutura, da migração e do trabalho análogo ao escravo na contemporaneidade.

Com duração de um ano (maio de 2016 a maio de 2017), o projeto Contracondutas foi idealizado por uma equipe interdisciplinar de profissionais e opera como dispositivo que atravessa diversas atividades didático-pedagógicas da Escola da Cidade – tais como o Seminário de Cultura e Realidade Contemporânea e o programa de Estágios de Pesquisa Científica e Experimental –, ao mesmo tempo em que incorpora e provoca indagações acadêmicas, jornalísticas e artísticas, projetando-se em direção ao debate público do tema e de suas repercussões na cidade, nas relações sociais, na ocupação do território, nos fluxos migratórios, nas políticas públicas e nas produções culturais.

Os encontros da série Contracondutas, no Seminário de Cultura e Realidade Contemporânea da Escola da Cidade, já receberam Margareth Rago e Luiz Felipe de Alencastro. A série se estenderá até o final deste semestre, com Karina Leitão e Paulo Arantes.

 

Serviço

Seminário de Cultura e Realidade Contemporânea / Escola da Cidade
José de Souza Martins – “A terceira escravidão no Brasil”

  • Data: 01/06/16 (quarta-feira)
  • Horário: 18 horas
  • Local: Teatro Aliança Francesa – Rua General Jardim, 182
  • Informações: seminario@escoladacidade.edu.br / (11) 3258-8108

01.06.16_Jose_Martins