notícias

27.06.2013

Coleção Arquiteturas lança livro sobre o arquiteto Salvador Candia

A Escola da Cidade lançou em junho o livro Salvador Candia, o terceiro da Coleção Arquiteturas, que reúne trabalhos de arquitetos brasileiros e estrangeiros, e leva o selo editorial da Editora da Cidade. Os livros já lançados desta coleção, em 2011 e 2012, abordam as obras do arquiteto brasileiro Antonio Carlos Barossi e do paraguaio Solano Benítez.

Projeto idealizado pelos professores Anderson Freitas, Eduardo Ferroni, Carlos Ferrata, Cesar Shundi, Pablo Hereñu e Pedro Barros, a coleção tem o intuito de produzir livros de arquitetura como pesquisa pedagógica, com a participação dos alunos, sob orientação de professores da Escola da Cidade. As publicações são bilíngues, traduzidas para o inglês pela professora Irene Sinnecker Levin.

“A ideia é fazer um recorte não só da produção contemporânea de arquitetos brasileiros e estrangeiros, mas também uma leitura de trabalhos de arquitetos consagrados ou pouco divulgados”, conta Anderson Freitas.

Para Eduardo Ferroni, “embora não sejam de amplo conhecimento do público, as obras de Salvador Candia permanecem hoje como exemplos contundentes de uma relação de complementaridade entre o edifício e a cidade. Obras como a Galeria Metrópole (em parceria com Gian Carlo Gasperini) e os edifícios habitacionais para o Conjunto Ana Rosa, são exemplos que contribuem de forma decisiva para a vitalidade das ruas do entorno”, comenta o professor que é um dos organizadores da publicação e autor de dissertação de Mestrado sobre a obra de Candia, pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, em 2008.

Desenvolvida desde 2009, a produção dos livros da Coleção Arquiteturas é alimentada por oficinas de fotografia, visita às obras, elaboração de desenhos técnicos e diagramação, coordenadas pelos professores envolvidos, responsáveis também pela produção dos textos. Atualmente estão sendo produzidas publicações sobre as obras de João Filgueiras Lima (Lelé), Carlos Millan e do arquiteto argentino Gerardo Caballero. Cada lançamento será precedido de uma palestra, debate ou exposição.

SALVADOR CANDIA
Salvador Candia (Campo Grande MS 1924 – São Paulo SP 1991) foi arquiteto e professor. Atuou predominantemente para o mercado da construção na cidade de São Paulo entre as décadas de 1950 e 1980. Em 1948, integra o grupo de artistas e intelectuais que fundam Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM/SP), tendo participado posteriormente na organização das Bienais de arte promovidas pelo museu. Colabora nos escritórios de Rino Levi (1901-1965), Oswaldo Bratke (1907-1997) e Vilanova Artigas (1915-1985), e inicia a sua trajetória profissional conquistando o primeiro prêmio do concurso nacional para a Estação Ferroviária de Pampulha (1950), em co-autoria com Jacob Ruchti (1917-1974) e Plínio Croce (1921-1984). Entre as décadas de 1950 e 1980, realiza diversas parcerias em projetos de edifícios comerciais e habitacionais para o então aquecido mercado imobiliário paulistano, dentre os quais figuram o Edifício João Ramalho (1954-1957), realizado com Plínio Croce (1921-1984) e Roberto Aflalo (1926-1992), e premiado na 4ª Bienal de São Paulo (1957), o Edifício Metropolitano (1960) de escritórios e galeria comercial realizado em colaboração com Gian Carlo Gasperini, além de projetos realizados individualmente, dos quais se destacam: Conjunto Ana Rosa (1957) e os edifícios Villares (1961), Santa Cândida e Santa Francisca (1963), Joelma (1968) e Nações – Unibanco (1974).


Livro “Salvador Candia”
Organização: Eduardo Ferroni e Cesar Shundi Iwamizu
Número de páginas: 157
Impressão: IBEP GRÁFICA
Edição: Editora da Cidade

O livro está à venda na Escola da Cidade. Para informações de aquisição, entrar em contato com Maru Buono, a partir das 14h, por telefone (3258-8108).

Normal 0 21 MicrosoftInternetExplorer4

Trata-se de um curso de 360 horas de módulos teóricos e práticos, totalmente realizado em Salvador, tendo como sede física o Instituto Habitat e a nova fábrica montada pelo Instituto.

É composto por aulas teóricas, ministradas pelo Arquiteto João Filgueiras Lima – Lelé e boa parte da equipe que vem o acompanhando nas suas experiências e atividades das fábricas. Atividades de visitação guiada às obras do arquiteto. Atividades de redesenho dos projetos existentes, juntamente com o estudo através de maquetes. Visitas guiadas e tutoradas às oficinas e o estudo de compatibilização desenho-maquinário e o módulo de concepção de projetos em grupo e individual.

O trabalho final será o desenvolvimento individual de uma proposta de projeto que tenha na pré-fabricação seu método de concepção, fabricação das peças, planejamento de canteiro e manual de montagem da obra.

20.06.2013

Workshop: California College of Arts

A Escola da Cidade recebeu os alunos da California College of Arts, graças ao convênio estabelecido em 2012, para uma apresentação dos resultados do workshop sobre o Aquífero Guarani coordenado pela arquiteta Sandra Vivanco.

Fotos de Bruno Buccalon