notícias

24.05.2016
25 de maio – Aula Aberta com Luiz Felipe de Alencastro

A Escola da Cidade recebe nesta quarta-feira, 25 de maio, às 18h, o historiador Luiz Felipe de Alencastro, para a aula aberta “Escravismo, ontem e hoje”.

Continuando os encontros da série Contracondutas, aberta na semana passada pela historiadora e filósofa Margareth Rago, o Seminário de Cultura e Realidade Contemporânea da Escola da Cidade recebe nesta quarta o professor Luiz Felipe de Alencastro. O tema da conversa é uma reflexão sobre a escravidão no Brasil, sua história, seus antecedentes, aspectos estruturantes da economia e da mentalidade escravista, também a persistência entre nós de relações abusivas de trabalho e poder.

A atividade acontece no Teatro Aliança Francesa (Rua General Jardim, 182). Não é necessária inscrição.

 

SOBRE O CONVIDADO

Luiz Felipe de Alencastro (1946) é um historiador brasileiro conhecido mundialmente por seus conhecimentos em história da escravidão, do Atlântico Sul (América e África) e das relações internacionais. Alencastro deixou o Brasil em meados dos anos 1960 por conta da situação política em que o país se encontrava.

A carreira internacional de Luiz Felipe de Alencastro deu-se eminentemente na França, onde viveu, estudou e passou a lecionar, tendo sido ali nomeado professor titular da Cátedra de História do Brasil da Universidade Paris I, a Sorbonne. Felipe lecionou na Sorbonne por quinze anos (2000-2014). Aposentado, voltou ao Brasil no ano passado, tornando-se professor regular do curso de pós-graduação em economia da Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo. Nos anos 1980, ensinou no Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (IE-Unicamp) e fez parte do Cebrap (Centro Brasileiro de Análise e Planejamento).

No Brasil, publicou entre outros “O trato dos viventes”, “História da Vida privada no Brasil – volume 2: a corte e a modernidade nacional” e “A pena e o pincel” (em “Rio de Janeiro, cidade mestiça”), todos pela editora Companhia das Letras.

 

SOBRE O SEMINÁRIO

O Seminário de Cultura e Realidade Contemporânea acontece na Escola da Cidade sempre às quartas-feiras, às 18 horas. Trata-se de uma atividade de debates públicos buscando, desde a sua criação, construir um saber integrado e amplo em conexão com as questões mais candentes do presente. Por meio de tais encontros, a Escola da Cidade acredita consolidar sua presença na esfera pública nacional e participar da vida intelectual contemporânea.

Pensado como atividade didática regular, destinada aos alunos da Escola da Cidade, o Seminário é, no entanto, aberto a todos os interessados. Para dúvidas e outras informações, é possível entrar em contato com a coordenação do Seminário pelo e-mail seminario@escoladacidade.edu.br. Não é necessária inscrição prévia.

 

SOBRE O PROJETO CONTRACONDUTAS

O projeto Contracondutas se origina de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) endereçado a uma construtora brasileira (OAS), flagrada empregando trabalho análogo a escravo na construção do Terminal 3 do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em 2013. Por decisão do Ministério Público do Trabalho de Guarulhos, a Associação Escola da Cidade foi encarregada de elaborar um projeto que problematizasse a questão das grandes obras de infraestrutura, da migração e do trabalho análogo ao escravo na contemporaneidade.

Com duração de um ano (maio de 2016 a maio de 2017), o projeto Contracondutas foi idealizado por uma equipe interdisciplinar de profissionais e opera como dispositivo que atravessa diversas atividades didático-pedagógicas da Escola da Cidade – tais como o Seminário de Cultura e Realidade Contemporânea e o programa de Estágios de Pesquisa Científica e Experimental –, ao mesmo tempo em que incorpora e provoca indagações acadêmicas, jornalísticas e artísticas, projetando-se em direção ao debate público do tema e de suas repercussões na cidade, nas relações sociais, na ocupação do território, nos fluxos migratórios, nas políticas públicas e nas produções culturais.

 

 

Serviço

Seminário de Cultura e Realidade Contemporânea / Escola da Cidade
Luiz Felipe de Alencastro: “Escravismo, ontem e hoje”.

  • Data: 25/05/16 (quarta-feira)
  • Horário: 18 horas
  • Local: Teatro Aliança Francesa – Rua General Jardim, 182

 

25.05.16_seminario_cartaz

Clique Aqui para fazer o download do cartaz