foto: Javier Agustín Rojas /PLOT

Associação

Escola da Cidade

Criada em 1996, a Associação Escola da Cidade – Arquitetura e Urbanismo (AEC) é uma entidade sem fins lucrativos que congrega profissionais de diversas áreas para, através da formação de arquitetos e urbanistas capazes de criticar e transformar a realidade, contribuir para a melhoria das condições de vida.

A Associação Escola da Cidade surgiu da união de arquitetos, intelectuais, artistas e técnicos comprometidos com a melhoria da realidade brasileira. Esse grupo, embasado na experiência de ensino, na pesquisa (teórica e aplicada), assim como na prática profissional e acadêmica, tem como desígnio fundamental a criação de um espaço privilegiado para a liberdade de reflexão e proposição. Isso se materializa na forma de uma entidade civil sem fins lucrativos, de gestão democrática e financeiramente autônoma, de estrutura operacional moderna e não-burocrática, com ênfase na pesquisa interdisciplinar, dotada de meios materiais para o inter-relacionamento profundo e abrangente entre o ensino, a extensão, a pesquisa e a prática profissional, nas áreas de Arquitetura e Urbanismo.

Assim organizada, a Escola é uma experiência arrojada no ensino superior de Arquitetura, constituindo-se num tipo novo de instituição na sociedade civil, isto é, um instituto para a investigação não só dos problemas urbanos, arquitetônicos e de apropriação do território, mas principalmente das suas possíveis e desejadas soluções. Trata-se, na verdade, de um instituto de proposição — tanto quanto de análise — onde os membros são proprietários e executores, propositores e propiciadores. Constitui-se numa entidade do 3º Setor, onde o principal interesse econômico está na satisfação das melhores condições para o desenvolvimento do ensino e da pesquisa, sendo compreendido como um modelo possível de ser aplicado nas demais regiões do Estado de São Paulo e do Brasil, possibilitando a outros grupos de educadores e intelectuais um novo caminho de realização de seu papel social, artístico e intelectual.

A ideia da realização de uma associação de professores para dirigir e montar uma Escola de Arquitetura, no Brasil, é um antigo anseio dos arquitetos brasileiros.

Veio então a concretização desse antigo desejo, ou seja, o de realizar uma escola de grau superior com o objetivo único de atingir excelência da qualidade de ensino, livre das idiossincrasias de entidades mantenedoras, via de regra, orientadas por empresários, cujo objetivo básico é o lucro.

Utilidade Pública Federal
Em julho de 2015, a Associação Escola da Cidade foi declarada Utilidade Pública Federal (UPF), título concedido pelo Ministério da Justiça, que garante o reconhecimento da União aos relevantes serviços prestados pelas associações e fundações sem fins lucrativos constituídas no País, que servem desinteressadamente à sociedade. A posse do título confere prestígio e credibilidade, na medida em que pode ser considerada prova do reconhecimento oficial dos serviços prestados pela entidade.

A regulamentação da concessão do título de utilidade pública federal tem por fundamento teórico o entendimento de que se trata de um meio de que o Governo se vale para apoiar entidades privadas que prestam serviços necessários à coletividade, como a assistência social, o atendimento médico, a pesquisa científica e a promoção da educação e da cultura.
Dentre os benefícios e vantagens federais, constam a possibilidade de receber doações da União e de suas autarquias; possibilidade de, para fins de cobrança de imposto de renda, o doador (pessoa jurídica) deduzir da renda bruta as contribuições feitas às entidades declaradas de utilidade pública; possibilidade de realizar sorteios com autorização do órgão arrecadador Federal, e imunidade fiscal.

As entidades reconhecidas como UPF apresentam relatórios circunstanciados dos três anos antecedentes à formulação do pedido, e se comprometem a seguir as atividades que a fizeram UPF.


Apoio Psicológico
Desde 2012 toda a comunidade da Escola da Cidade tem a oportunidade de utilizar um serviço de consultas psicológicas, pensado para cuidar da estreita relação existente entre a educação e a saúde. O serviço é gratuito e completamente sigiloso. As consultas são realizadas em consultório particular, garantindo assim a intimidade e privacidade necessárias para este tipo de atendimento.

 


Associação Escola da Cidade

Diretoria Executiva
Anália Maria Marinho de Carvalho Amorim
Marta Inês da Silva Moreira
Helene Afanasieff
Anderson Fabiano Freitas
Alvaro Luis Puntoni
Fernando Felippe Viégas
Luis Octávio Pereira Lopes Faria e Silva
Rafic Jorge Farah
Ciro Felice Pirondi
Newton Massafumi Yamato
Paulo Brazil Esteves Sant´Anna
Ricardo Alberto Caruana
Leile Fortunata Cacacci

Assessorias
Executiva: Fernanda Barbara
Comunicação: Anderson Freitas
Mobilidade


Equipe Comunicação

Diretoria: Rafic Jorge Farah

Coordenação: Anderson Freitas

Imprensa: Camila Regis

Arte Gráfica: Três Design

Gráfica Flavio Motta: Demetre André Lymberopoulos, William Catelli Pinto

Editora Da Cidade: Marina Rago, Mateus Tenuta

Baú (coordenação): Clarissa Mohany

 


Anuário

A Escola da Cidade produz, desde 2015, um Anuário em que concentra todas as informações sobre a Instituição dentro do período de um ano (proposta pedagógica, projetos, ações institucionais, departamentos, informações sobre corpo docente, eventos, entre outros). Confira nos links abaixo as últimas edições do Anuário Escola da Cidade:

Anuário 2014-2015

Anuário 2015-2016

Anuário 2016-2017