notícias

01.08.2016
Curso livre Arquitetura na Permacultura-PDC e Agroecologia Urbana – Inscrições abertas

O curso se estende até novembro, com uma semana de atividades por mês. Inscrições abertas

 A Escola da Cidade promove o curso livre “Arquitetura na Permacultura – PDC e Agroecologia Urbana”, composto por uma série de debates, aulas, práticas de ateliê e trabalho em campo.

Nos debates e aulas são apresentados e discutidos temas que estão na base da Permacultura e que são subsídios para a prática do arquiteto/designer/planejador e para todos os envolvidos na transformação da paisagem, em todas as escalas referentes – do desenho do objeto ao projeto de desenvolvimento local, associado a Políticas Públicas. Ensaios propositivos serão desenvolvidos em ateliê, onde questões levantadas serão trabalhadas em equipes que compõem diversos saberes. Visitas a experiências associadas aos temas do curso serão oportunidades para ilustrar e incorporar as informações e ideias promovidas.

O objetivo do curso é divulgar e debater os princípios da Permacultura, sobretudo na sua interface com a transformação antrópica da paisagem em suas escalas referentes, além de promover experiências práticas e propositivas a partir do seu ideário.

É voltado para arquitetos, designers, planejadores e aqueles provenientes de outras formações que compõem grupos de desenvolvimento de projetos e Políticas Públicas, e outros interessados. Organizado pela permacultora Cristina Brasileira, o arquiteto Luis Octavio de Faria e Silva e o engenheiro agrônomo Volker Minks.

 

PERÍODO DE REALIZAÇÃO

O curso livre acontece de junho a novembro

HORÁRIOS

10h às 13h / 10h às 17h / 8h às 18h / 17h às 18h30 / 9h às 17h (consultar link de estrutura do curso)

LOCAL

Escola da Cidade

PROGRAMA

  • MÓDULO 1: certificação em Saneamento Básico ecológico – construção de jardins filtrantes no edifício da Escola da Cidade, inauguração do programa Escola da Cidade Verde, parceria do
    Habita-cidade com o Centro Acadêmico, a partir do grupo de estudos APAUP – 102h

AGOSTO: oficinas de pré-montagem e montagem final do jardim filtrante 1, no térreo da Escola da Cidade;

SETEMBRO: oficinas de projeto (Geometria da Insolação & Projeto com execução de maquete) do jardim filtrante 2, no 7º andar da Escola;

OUTUBRO E NOVEMBRO: oficinas de pré-montagem e montagem do jardim filtrante 2.

A certificação pressupõe a participação em todas as ações dos módulos II, III, IV, V e VI, mas é possível obter a certificação apenas do módulo cursado

  • MÓDULO 2: certificação em SAF’s (Sistemas Agroflorestais) – Ações em áreas periurbanas e rurais da macrometrópole paulista – raciocínio do manejo agroecológico, divisão de setores, produção de alimentos, banco de sementes, construção de edificações de apoio, quando assim for necessário, sempre na perspectiva de uma bioarquitetura, ou arquitetura ecológica sustentável, tratamento paisagístico, revitalização de nascentes, agrofloresta – 70h
  • MÓDULO 3 – certificação em Agricultura Biodinâmica
  • MÓDULO 4 – certificação em Bioarquiteura e tecnologias apropriadas para construção sustentável – Encontros do APAUP – aulas, palestras e dinâmicas de projeto por parte de grupo voltado ao desenvolvimento e aplicação de tecnologias verdes
  • MÓDULO 5 – certificação em Agenda 21 Local – ações para a constituição da Mannaz Agrovila/Rua, no Butantã, São Paulo – a ideia é avançar com a perspectiva de criação de comunidades urbanas ecológicas em escalas ainda não experimentadas na metrópole paulistana – 32h
  • MÓDULO 6 – para aqueles que tiverem as certificações referentes aos 5 módulos, uma programação de orientações irá compor este módulo para o desenvolvimento de um trabalho individual de conclusão que, aprovado, resultará no PDC, certificação em Agroecologia Urbana

As datas definidas para os próximos encontros e os respectivos valores podem ser conferidos no programa do curso. Clique Aqui

 

NÚMERO DE VAGAS

50 vagas

ORGANIZADORES DO CURSO

Cristina Brasileira, permacultora, astrogeofenomenóloga, agroecológa. Coordenadora da Fazenda Ecológica Pau Brazil/USP, faz parte da Comissão Pastoral da Terra. Desenvolve projetos de irrigação por gotejamento, recuperação de áreas degradadas, controle ecológico de pragas e doenças, domínio em nutrição de plantas com adubação verde, biofertilizantes e alquimia, banco de sementes, produção de alimentos biodinâmicos, agroecologia consorciada com agrofloresta, integração animal – vegetal. Desenvolve treinamento e capacitação de mão de obra. Ministra cursos de permacultura, agroecologia, agricultura orgânica, agricultura biodinâmica, horta urbanas consorciada a jardins filtrantes. Pesquisadora do projeto Criando Terra.

Luis Octavio de Faria e Silva, arquiteto pela FAUUSP (1989), com mestrado (2001) e doutorado (2008) pela mesma instituição. Leciona em Faculdades de Arquitetura desde 1995. Coordenador do curso de pós-graduação lato sensu ‘Habitação e Cidade’ (Escola da Cidade), no qual surgiu a plataforma habita-cidade. Coordenador do Conselho da Escola de Humanidades – Fábrica João Filgueiras Lima, escola de ensino médio associado a técnico (sob a Associação Escola da Cidade), em fase de aprovação junto à Diretoria de Ensino. Membro do Conselho Diretor da Associação Escola da Cidade. Professor no Programa de Pós-graduação stricto sensu do curso de Arquitetura e Urbanismo na Universidade São Judas Tadeu, onde leciona disciplinas sobre Sustentabilidade, Urbanismo e Infraestrutura urbana. Professor no curso de Arquitetura e Urbanismo da FAAP. Mantém escritório de arquitetura junto com a arquiteta Anália Amorim, onde desenvolve projetos para particulares, Poder Público e para concursos.

Volker Minks, doutorando da Humboldt Universität zu Berlin, onde também obteve mestrado em Engenharia Agrônoma, com especialização em Agricultura e Horticultura Urbana, Planejamento Urbano e Paisagismo. Atua há mais de quinze anos em projetos interdisciplinares nas áreas de design verde urbano, agricultura e horticultura urbana, tecnologia verde, inovação e planejamento urbano sustentável na Alemanha, nos Estados Unidos, em Cuba e no Brasil. Atualmente faz pesquisa sobre fatores do meio ambiente fauna, flora e biodiversidade seguido dos benefícios ecológicos, econômicos e sociais relacionados a telhados verdes em megacidades, na Universidade de São Paulo – Programa de Pós-Graduação em Ciência Ambiental Procam IEE. Possui vasta experiência na área de Arquitetura e Urbanismo e, desde 2002, é consultor de planejamento da paisagem urbana, assim como consultor e organizador de conferências internacionais sobre projetos ecológicos. Desde 2013, é participante e co-organizador do projeto – Criando Terra – iniciativa de produção urbana sustentável de alimentos, pesquisa e educação ambiental.

 

INSCRIÇÕES

Consultar datas com Cezar Brigatti (Secretaria 

A ficha de inscrição devidamente preenchida deve ser enviada para cezarbrigatti@escoladacidade.edu.br

Clique Aqui para fazer o download da estrutura do curso

Clique Aqui para fazer o download da ficha de inscrição