notícias

20.09.2017
Exposição Coletiva Diagrama Contracondutas

O projeto Contracondutas realiza exposição-esquema de suas diversas ações político-pedagógicas relacionadas ao tema do trabalho análogo a escravo e seus desdobramentos, realizadas no último ano, em São Carlos, de 21 de setembro a 20 de outubro. Evento de abertura acontece em 20 de setembro.

 


Na exposição, instalada no Centro Cultural USP São Carlos, a artista visual Raquel Garbelotti exibe uma vídeo-instalação com dois filmes feitos em estúdio a partir da simulação da circunvolução solar em volta da maquete de uma das casas onde foram encontrados trabalhadores em condições análogas a escravo nas imediações do Terminal 3 do Aeroporto de Guarulhos. O resultado evidencia as condições insalubres de moradia a que eram submetidos os trabalhadores. O Coletivo 308, por sua vez, amplia o alcance do “Projeto Labor”, realizado originalmente em Guarulhos, com a exibição de duas instalações “site specific” com objetos feitos em barro e gesso. O NEC/IAU-USP de São Carlos apresenta trabalhos coletivos em que confere visualidade às relações de trabalho e econômicas que atravessam a dinâmica aeroportuária, com foco na construção do T3 de Cumbica, além de um conjunto de diagramas que atenta para os diversos atores envolvidos em grandes canteiros de obras.

O Coletivo Metade, formado por Ana Tranchesi e Isabella Beneducci Assad, realizou pesquisa de campo na municipalidade de Petrolândia, em Pernambuco, de onde grande parte dos trabalhadores do Terminal 3 veio, aliciada por atravessadores. A pesquisa se transforma em tótens com áudios das declarações de trabalhadores. Vânia Medeiros, por fim, exibe uma série de desenhos feitos por trabalhadores da construção civil a partir de ateliês, conduzidos pela artista, em que eles fazem desenhos dos cenários de trabalho.

Completam a exposição uma pequena biblioteca com livros sobre o tema e cinco pesquisas acadêmicas-experimentais de estudantes e professores da Escola da Cidade; a série de reportagens “Por detrás do tapume”, de Sabrina Duran, com fotografias de Renata Ursaia, realizadas especialmente para o projeto; o vídeo “Terminal 3”, com direção de Thomaz Pedro e Marques Casara, da Papel Social; e o trabalho coletivo “Em Paralelo”.

A exposição faz parte da III SEMANAU e da 22ª Semana de Arte e Cultura. Curadoria das professoras da Escola da Cidade, Carol Tonetti e Ligia Nobre.

Contracondutas

Desenvolvido no âmbito do Conselho Técnico da Escola da Cidade (São Paulo), o projeto Contracondutas busca responder, com diversas ações político-pedagógicas, parte das questões abertas pela fiscalização e flagrante de situações relacionadas ao trabalho análogo a escravo em uma grande obra em Guarulhos, o terminal 3 do Aeroporto Internacional. O projeto Contracondutas foi idealizado por uma equipe interdisciplinar de profissionais, com duração de um ano (maio de 2016 a maio de 2017), e opera como dispositivo que atravessa diversas atividades didático-pedagógicas da Escola da Cidade, ao mesmo tempo em que se incorpora e provoca indagações acadêmicas, jornalísticas e artísticas, projetando-se em direção ao debate público do tema e de suas repercussões na cidade, nas relações sociais, na ocupação do território, nos fluxos migratórios, nas políticas públicas e nas produções culturais.

 

SERVIÇO

  • Local: Centro Cultural USP São Carlos | Av. Dr. Carlos Botelho, 1465 – Centro – (16) 3373-8027
  • Visitação: de 21 de setembro a 20 de outubro
  • Horário: das 8h às 12h e das 14h às 17h30
  • Mais informações, clique aqui